Tem mais de 50 anos? 7 dicas fundamentais para conseguir um emprego!


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

Conforme a expectativa de vida do brasileiro aumenta, cresce a necessidade de o mercado de trabalho absorver profissionais com 50 anos ou mais.

Diante desta realidade, está em andamento uma mudança no mercado de trabalho. Isto na perspectiva dos empresários brasileiros.

Se está desempregado, na faixa etária desse perfil e anda meio para baixo por causa da idade. Não desanime! Descubra a seguir o que você pode fazer a respeito para conseguir um novo emprego.

1. Atualize seus conhecimentos em tecnologia

pessoas no computador

Uma das causas mais frequentes de reclamações entre os profissionais com mais de 50 anos é a dificuldade com a tecnologia. De fato, a tecnologia está presente na maioria das profissões da atualidade. Não há como fugir!

Se é o seu caso. procure a ajuda dos mais jovens da sua família. Seus filhos e sobrinhos devem dominar a operação dos principais aplicativos utilizados no momento. Peça por orientação! Aos poucos, vá criando intimidade com a tecnologia.

Uma alternativa é procurar cursos online. Existem plataformas como a Udemy que oferecem cursos com valores acessíveis.

2. Faça networking

duas mulheres conversando

Conforme você se habituar com o uso das tecnologias, procure usar o LinkedIn, Facebook e Whatsapp para cultivar o networking.

Quanto mais pessoas da sua área você tiver contato, maiores as chances de conseguir trabalho. Lembre-se de que a maioria das oportunidades surgem através de networking. Esteja sempre aberto a conhecer novas pessoas que poderão abrir novos caminhos.

Independente da idade, nunca se sabe de onde uma oportunidade de trabalho pode surgir. Portanto, a prática de networking se torna muito importante.

Tenha sempre com você cartões de visita. Basta constar seu nome, profissão, telefone e e-mail.

3. Procure por vagas na internet

Faça da sua busca por vagas um hábito diário. Dedique uma fatia de tempo para investigar os sites de oportunidades de emprego.

Atualmente, existe um site especializado em vagas para pessoas com mais de 50 anos. Estamos falando sobre a Maturijobs. Sua missão é oferecer vagas para os mais maduros, proporcionando assim uma melhor qualidade de vida.

O Jooble é um motor de busca por empregos, que oferece um filtro baseado na faixa etária que pode facilitar a busca, poupando o seu tempo.

4. Cuide da sua saúde

Um dos fatores que pode pesar contra a contratação de um profissional acima dos 50 anos é a condição física e de saúde.

Para evitar esbarrar nesse tipo de problema, procure cuidar da sua saúde através de uma alimentação balanceada. A prática de atividades físicas regulares também é importante.

Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o hábito de fumar. Consulte um médico periodicamente para realizar exames de rotina. Prepare-se para demonstrar saúde quando for chamado para uma entrevista!

5. Procure por um serviço de outplacement

Como um recurso adicional, um serviço de outplacement pode contribuir no apoio, aconselhamento e estímulo para o profissional com mais de 50 anos.

Uma empresa de outplacement irá equalizar suas aptidões, seus objetivos e criar um planejamento estratégico de acordo com o seu perfil. Em outras palavras, será montado um programa de recolocação profissional sob medida para você.

A preparação para entrevista e dinâmicas de grupo são responsabilidades de uma empresa de outplacement. Um processo de coaching de carreira pode ser oferecido durante o outplacement.

Mas fique atento! Desconfie das propostas milagrosas que prometem gerar resultados rápidos. Empresas com má reputação podem tentar ganhar em cima dos desempregados. Contratar um serviço de assessoria de uma empresa de outplacement pode ter um custo elevado!

Procure sempre por indicações de quem já usou o serviço de forma satisfatória.

6. Empreender como alternativa

Lembre-se que não existe idade limite para iniciar um negócio próprio. Acima dos 50 anos, o profissional já possui experiência suficiente para se arriscar nessa direção.

Avalie o mercado na sua localidade para verificar se existe demanda pelos seus serviços. Quem sabe não está nora de dar esse grande passo?

Saiba mais: 4 passos para montar um negócio com pouco dinheiro.

7. Controle a ansiedade

Por último, procure controlar a ansiedade. Entendemos que pode ser desesperador ficar sem trabalho em qualquer altura da vida. Procure não tomar decisões baseadas no desespero.

Na ausência de oportunidades de emprego, foque a sua atenção na procura de trabalho. Esteja aberto para algum trabalho temporário. Pode ser que a partir dele, um outro efetivo apareça. O importante é se manter ativo.

Alterações no currículo para quem tem mais de 50 anos

Por conta do maior tempo de experiência, o currículo de quem tem mais de 50 anos costuma ter um tamanho acima da média. Uma das primeiras recomendações é que limite o currículo a duas páginas. Experiências muito antigas, que possivelmente não agregam valor atualmente, devem ser cortadas.

Não é necessário ter uma folha de rosto no currículo. As cartas de apresentação impressas e assinadas também estão caindo em desuso.

Procure enfatizar as habilidades comportamentais, conhecidas como soft skills, que são típicas de pessoas mais maduras. Elas são baseadas na maior experiência de vida. Por exemplo:

  • Relacionamento interpessoal
  • Paciência
  • Tranquilidade
  • Resiliência
  • Empatia
  • Pontualidade
  • Comprometimento com o trabalho

Saiba mais: 10 habilidades imprescindíveis na carreira de qualquer profissional.

Evite a formalidade no vestuário quando for chamado para uma entrevista. Preste atenção porque, atualmente, nem toda oportunidade de emprego exige um traje formal.

O que se espera de um profissional com mais de 50 anos?

mulher com cabelos grisalhos

Entre as expectativas mais comuns dos empregadores sobre os profissionais com mais de 50 anos, podem-se destacar:

Baixo índice de faltas por motivos relacionados à filhos pequenos. Como por exemplo: reunião de pais na escola e problemas de saúde típicos da infância.

Além disso, é esperado que não exista a necessidade de coincidir as férias com o período de férias dos filhos.

Não se deixam influenciar facilmente pelos outros, principalmente em termos emocionais. Portanto, se espera que o profissional mais maduro seja capaz de administrar melhor suas emoções.

Toleram melhor as diferenças. O tempo tende a trazer o entendimento de que, apesar das nossas diferenças, todos queremos ser felizes.

Fique atento, não desanime. Continue na busca e muito sucesso!

Veja também:

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.