LinkedIn: saiba o que é, como funciona e como destacar seu perfil!


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

Com o foco no trabalho, o LinkedIn se define como uma rede social com o objetivo de conectar profissionais de todo o mundo. Assim, fazendo com que se tornem conectados e mais produtivos.

Além do uso feito pelos profissionais, o LinkedIn é cada vez mais usado pelas empresas para avaliação de perfis profissionais em processos de recrutamento e seleção.

Com a sua crescente importância, este artigo ajuda a desvendar o funcionamento da rede social para profissionais. Acompanhe!

Para que serve o LinkedIn?

imagem linkedin

Ainda é comum pensar no LinkedIn como um banco de dados de currículos. Na verdade, o LinkedIn não se limita a este propósito.

Mesmo para quem está empregado, é possível se beneficiar do networking que as conexões podem trazer. Os empreendedores podem focar na busca de novos clientes, fornecedores e parceiros através da plataforma.

Outro uso possível para o LinkedIn é o reforço da sua marca e fortalecimento do seu marketing digital. No caso, o usuário deve publicar periodicamente algum conteúdo, ao mesmo tempo em que se relaciona com suas conexões.

É possível publicar apresentações e compartilhar conhecimento no LinkedIn através da solução SlideShare. Nela, o usuário é capaz de criar uma apresentação com uma série de slides a respeito de um tema.

Através do LinkedIn Learning, cursos em vídeo são criados e oferecidos por profissionais e empresas. As principais áreas oferecidas são negócios, criatividade e softwares.

Através das soluções oferecidas pelo LinkedIn, a plataforma acaba por se tornar muito mais do que apenas um currículo online.

Como preencher as informações do cabeçalho no LinkedIn?

Para dar os primeiros passos e obter um perfil considerado “campeão”, você deve começar pelos dados do cabeçalho.

Os campos nome, foto e título fazem parte das informações fundamentais do seu perfil. Estes dados aparecem como informação resumida a seu respeito nas buscas e publicações que você fizer.

O cabeçalho é constituído pelos seguintes campos:

Nome

A construção da sua marca no LinkedIn começa pelo seu nome. Quando for escolher seu nome no LinkedIn, leve em conta o nome pelo qual você é conhecido no mercado. Na dúvida, utilize o primeiro nome e o último sobrenome.

Foto

Segundo o próprio LinkedIn, os perfis com foto recebem até 14 vezes mais visualizações do que perfis sem foto. Na hora de escolher sua foto, procure dar prioridade ao seu rosto. Olhar direto para câmera passa credibilidade e confiança.

Evite fotos muito informais, como em trajes de banho, com animais de estimação ou junto com a família.

Fique atento ao dress code do seu segmento. Avalie se é mais informal ou formal. Você pode ter uma ideia fazendo uma pesquisa no LinkedIn dentro da sua área de atuação.

  • Superdica: você pode analisar sua foto de perfil com a ajuda de uma ferramenta oferecida pelo site Snappr (em inglês).

Título

Uma das maneiras de preencher este campo é fazer do título uma declaração de objetivo. Por exemplo, se trabalha como analista de recursos humanos, pode usar:

Analista de RH / Recursos Humanos - Contribuindo para o desenvolvimento de pessoas dentro das organizações.

Outra forma de tratar o título é através de palavras-chave. No caso do analista de recursos humanos, pode dizer:

Analista de RH / Recursos Humanos - Recrutamento e Seleção (R&S) e Treinamento e Desenvolvimento (T&D).

Cidade / Região

Os campos cidade e região são muito importantes para as buscas. É bem possível que os recrutadores façam uso destes campos como filtro para direcionar os resultados.

Setor

O campo setor deve ser definido da forma mais detalhada possível. Se você for da área comercial, mas com experiência no segmento de vendas, deve colocar Analista Comercial de Vendas.

Ao tratar esse campo desta forma, você facilita a sua colocação em buscas específicas.

Cuide bem do seu resumo

imagem resumo linkedin

Procure colocar no resumo informação relacionada com o motivo pelo qual você decidiu criar seu perfil no LinkedIn. Você está à procura de emprego? Está prospectando clientes? À procura de fornecedores? Ou apenas para reforçar sua marca pessoal?

O campo de resumo deve ser usado para tornar explícita a sua missão de vida. Declare seu objetivo no início desse campo. Deixe clara a sua intenção na rede.

Se estiver usando o LinkedIn para networking, indique neste campo o que você deseja que as pessoas façam após encontrar seu perfil.

Indique seu histórico profissional com no máximo cinco linhas. Inclua as habilidades desenvolvidas, tecnologias que você domina, tempo de experiência e resultados alcançados. Lembre-se de usar palavras-chave do seu segmento.

5 erros mais comuns no perfil do LinkedIn

Procure evitar os erros a seguir para aumentar suas chances de sucesso:

1. Esquecer da foto

A ausência de uma foto que transmita sua imagem profissional diminui o potencial de visualizações do seu perfil. Cuide da preparação da sua foto para que ela esteja adequada ao seu segmento de atuação.

2. Título profissional pouco significativo

Se estiver passando por um momento de transição profissional, evite a todo custo colocar no título algo do tipo: À procura de uma nova oportunidade. Indique as funções que você pode exercer.

3. Falta de um resumo profissional

Sem um resumo, o LinkedIn não será capaz de indexar as palavras-chave que poderiam se encaixar nos filtros dos recrutadores.

4. Ausência de identificação dos cargos exercidos

Sem indicar os diferentes cargos que você exerceu, o LinkedIn não será capaz de direcionar as vagas de acordo com o histórico do seu perfil.

5. Perfil em outros idiomas

É comum que as pessoas que deixem o seu perfil apenas em português. Uma das formas de garantir o aumento da visibilidade do seu perfil é através da inclusão dos seus dados em outros idiomas, caso domine outra língua.

Use o LinkedIn Pulse

Ao criar um artigo no LinkedIn, você estará usando o Pulse, nome de um aplicativo que foi integrado ao LinkedIn desde 2015.

O LinkedIn dá grande importância para a publicação de artigos. Vale a pena lembrar que você deve publicar assuntos relevantes para a sua área de atuação profissional. Portanto, tenha muita atenção na hora de criar o conteúdo.

Como em outras redes sociais, você será capaz de acompanhar quantas pessoas gostaram do artigo e visualizar os comentários. Crie o hábito de responder a todos os comentários, isso só agregará valor à sua imagem profissional.

Assim, esperamos que você se torne o próximo influencer do LinkedIn. Sucesso!

Veja também:

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.