4 passos para montar um negócio com pouco dinheiro


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

Se você tem uma ideia de negócio ou alguma habilidade que pode ser um diferencial no mercado, atualmente existem formas de iniciar sua empresa mesmo com pouco dinheiro.

Acompanhe os passos a seguir e coloque as mãos à obra para concretizar o seu sonho!

1. Torne-se um Microempreendedor Individual

Se você fatura até R$ 81 mil por ano com o seu trabalho ou quer iniciar o seu negócio pode se tornar um Microempreendedor Individual (MEI). Antes de mais nada, confira aqui a lista de atividades permitidas no portal do empreendedor.

Ao se tornar um MEI, você ganha cidadania empresarial com direito à CNPJ, emissão de Nota Fiscal e Alvará de Funcionamento sem custo e burocracia.

Também poderá usufruir de um baixo custo mensal de tributos (INSS, ISS ou ICMS) em valores fixos. Terá acesso a produtos e serviços bancários como crédito. E ainda poderá contar com o apoio técnico do Sebrae.

Preencha o cadastro no portal do empreendedor com:

  • CPF
  • Título de eleitor
  • CEP de sua residência
  • CEP do local onde será exercida a atividade
  • Número de celular ativo

Entre as restrições que impedem você de se tornar um MEI, destacam-se:

  • Ser titular, sócio ou administrador de outra empresa
  • Ser servidor público (dependendo da legislação)

Fique atento! Ao se tornar MEI, pode ter cancelado alguns dos seguintes benefícios:

  • Salário-maternidade
  • Auxílio-doença
  • Auxílio-idoso
  • Aposentadoria por invalidez
  • Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social

2. Tente acesso ao microcrédito

O Microcrédito é um tipo de empréstimo diferenciado de baixo valor para atender pequenos empreendedores que normalmente não possuem acesso ao sistema financeiro tradicional.

O objetivo é disponibilizar empréstimos especificamente para empreendedores que não possuem formas de oferecer garantias.

Por esse motivo, é um tipo de crédito voltado para a produção. Através do microcrédito, o governo brasileiro procura democratizar o acesso aos empréstimos, funcionando assim como uma ferramenta das políticas de desenvolvimento.

Consulte os prazos de pagamento, limites de valor e o restante das condições nos sites das principais instituições financeiras como:

  • Caixa Econômica Federal
  • Banco do Brasil
  • Banco Itaú
  • Bradesco

3. Garanta sua presença online

Independente do tipo de negócio que você abrir, a presença online é indispensável. Atualmente existem várias plataformas que permitem que o pequeno empreendedor crie o site do seu negócio de forma gratuita.

No geral, as ferramentas utilizadas são bastante intuitivas, tornando desnecessário a contratação de profissionais de tecnologia na fase inicial. Além disso, a maioria permite a mudança para planos mais robustos, para quando o negócio crescer.

Veja abaixo algumas plataformas para criação de sites gratuitos:

  • WIX
  • Webnode
  • Site Grátis

4. Consiga treinamento gratuitamente

Para garantir um alto nível de qualidade do gerenciamento do seu negócio, o ideal é participar de treinamentos.

O site do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) oferece alguns cursos online gratuitos na área de Empreendedorismo. São todos direcionados para o pequeno empresário que deseja se organizar para crescer.

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.