Quem sou eu: 7 dicas para escrever uma boa redação sobre você


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

É comum encontrar durante um processo de seleção o pedido para redigir uma redação com o tema “quem sou eu?”. Muitas pessoas podem sentir dificuldades diante desse desafio. Se for o seu caso, não desanime! Este artigo vai ajudá-lo a se preparar para essa etapa da sua carreira.

Em termos de estrutura, a sugestão é que o texto tenha um parágrafo de introdução, dois parágrafos com o desenvolvimento e um parágrafo de conclusão.

Um dos objetivos desse tipo de redação é avaliar seu domínio do português e gramática. Entretanto, quem pede essa redação também está interessado em avaliar a capacidade do candidato em se expressar pela linguagem escrita.

Veja a seguir algumas dicas importantes para usar na hora de criar a sua redação.

1. Fuja do currículo

Se você foi solicitado a redigir uma redação com o tema “Quem sou eu?” durante um processo de seleção, procure não abordar os temas do seu currículo. Isto porque o recrutador já leu essa história, por isso procure construir uma nova.

Você pode escolher um tema a partir do currículo, mas evite narrar sua trajetória tal e qual consta no seu histórico profissional.

2. Defina o estilo

Mantenha coerência quando for iniciar a redação. Caso escolha descrever episódios da sua infância ou a importância dos relacionamentos em sua vida, tome cuidado para não começar a falar sobre carreira e conquistas profissionais no meio do texto.

Se optar por falar da carreira, procure valorizar eventos leves e engraçados da sua trajetória profissional. Assim, você garante fisgar a atenção do leitor.

Outra maneira de tornar a sua redação interessante é dizer algo no início, mas sem entrar em detalhes. Por exemplo, você pode começar dizendo que descobriu um novo propósito para sua vida.

Não entregue imediatamente qual seria esse propósito, mas durante o texto revele aos poucos com algumas pistas e deixe para revelar o segredo na conclusão. É uma forma de delimitar um ponto central ao qual se quer chegar com o texto.

3. Revele sua personalidade

imagem de homem sorrindo

Não invente uma história a respeito de uma outra pessoa. Os recrutadores mais experientes saberão dizer se você está mentindo ou não. Procure entregar um pouco a respeito da sua personalidade durante o texto.

Todas as pessoas possuem um lado de luz e sombra. Se optar por falar a respeito do seu lado sombrio, procure dar uma direção construtiva. Demonstre o quanto está consciente desse seu lado e como tem trabalhado para que ele ajude no seu desenvolvimento.

4. Não seja arrogante

Por mais que os fatos apresentados possam ser verdade, procure não exagerar nas conquistas. Apresentar uma história repleta de sucessos e conquistas pode soar exagerado e, dependendo do caso, arrogante.

Nenhuma história de vida pode ser composta apenas de sucessos. Faz parte da experiência humana passar por algum tipo de expectativa não atendida.

5. Apresente a sua perspectiva

Dê a sua perspectiva a respeito das coisas. Essa é a sua redação, procure dar um toque pessoal.

Evite utilizar frases feitas de pensadores ou de algum palestrante motivacional. Este é o tipo de artifício que deve ser evitado na redação do tipo “Quem sou eu?”.

Usar a própria voz pode ser um desafio. Apenas através do treino podemos encontrá-la. Portanto, toda vez que estiver prestes a participar de um processo de seleção, procure treinar a redação para fugir de clichês.

Faça e refaça várias vezes a redação até encontrar sua própria voz.

6. Escolha um evento da sua vida

Você pode definir um evento da sua vida para usar como núcleo da narrativa. Por exemplo, você pode escolher a conclusão do seu curso de graduação. Assim é possível alinhar o texto com a formulação da sua missão de vida.

Outra possibilidade é mencionar o dia em que passou no vestibular. Desta forma, dá para falar a respeito dos seus sonhos e expectativas do tempo em que iniciou o curso. Como elas foram atendidas (ou não) conforme sua carreira evoluiu.

7. Fale sobre suas paixões

imagem homem saltando com a bike

Na dúvida, escolha falar sobre suas paixões. Um texto carregado de emoções positivas a respeito daquilo que a pessoa gosta geralmente funciona muito bem.

Se gosta de praticar esportes, pode ser um bom começo. Se for o caso, procure valorizar as competências desenvolvidas pela prática. O trabalho em equipe e o relacionamento interpessoal podem servir de exemplo.

Para quem gosta de música e toca algum instrumento, mencionar criatividade, aperfeiçoamento constante e capacidade de improviso pode ser um bom caminho.

Agora, se a sua paixão é exatamente aquilo que você faz profissionalmente, melhor ainda. Indique o motivo pelo qual sua paixão pelo ofício se desenvolveu. Herança de família? Contato desde criança com a profissão? Influência de algum amigo de infância? Cite no texto!

Quem sou eu? Exemplo de redação pronta

Meu nome é Fulano da Silva, tenho 28 anos e sou natural de São Paulo. Sou filho de um pai comerciante e minha mãe era da área da publicidade. Por causa dessa combinação, sempre fui incentivado a desenvolver habilidades de comunicação e relacionamento interpessoal.

Como filho de um comerciante, também tive contato com o lado empreendedor desde cedo. Muito provavelmente, este foi o alicerce que me motivou escolher a área de marketing.

Apesar do ambiente familiar, a minha escolha profissional não foi tão fácil. Até os 16 anos, eu não tinha certeza do que fazer profissionalmente. Foi apenas quando eu assisti uma palestra com o autor de um livro sobre marketing que eu tive a plena certeza de que isso era o que eu queria fazer com a minha vida. Por volta dos 18 anos, o meu teste vocacional confirmou a minha escolha.

Os anos que permaneci na ESPM do Rio de Janeiro foram de grande aprendizado. Além do conhecimento na área, foi a minha primeira experiência longe da casa dos meus pais. Tempo em que desenvolvi um grande senso de responsabilidade e autoconfiança.

Desde comecei a trabalhar na área, durante o quinto período do curso de marketing, pude confirmar que tanto os valores familiares quanto a minha experiência acadêmica me ajudaram a ser bem-sucedido, apesar dos obstáculos que a vida nos apresenta.

A minha candidatura para essa vaga baseia-se na minha história de vida, como pode-se notar pela minha redação. Busco me especializar na área de impulsão de negócios, onde sua empresa ocupa um lugar de destaque no mercado. Tenho a certeza de que posso contribuir com as minhas competências.

Fique atento

Lembre-se de que a redação com o tema “Quem sou eu?” deve ser o mais personalizada possível. O modelo apresentado serve apenas como fonte inspiração para criar a sua. Portanto, procure treinar a escrita antes de qualquer processo seletivo. E muito sucesso!

Veja também:

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.