Entrevista de emprego: pontos fortes e fracos


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

Na entrevista de emprego, as qualidades e os defeitos são muitas vezes questionadas pelos recrutadores. Para saberem mais sobre um candidato numa entrevista de emprego, quase sempre os recrutadores pedem ao candidato para enumerar aspectos positivos e negativos. Há truques para falar a favor dos pontos fortes e fracos de uma pessoa em entrevista de emprego.

Lado A: identificar os pontos fortes

Nem sempre falar dos aspectos positivos abona a favor do candidato. Em alguns casos, pode ser considerado excessivo. Desta forma essa abordagem deve ser feita de forma racional e moderada.

Por norma, os recrutadores valorizam os candidatos que numa entrevista de emprego destacam como pontos fortes características que os distingam dos restantes a nível profissional. A responsabilidade, a persistência, a proatividade, o domínio de uma língua estrangeira menos comum.

Mas como o dizer? Em vez de puro autoelogio, opte por mostrar com exemplos de situações profissionais passadas como essas qualidades foram benéficas para o trabalho. Destaque a capacidade de resolução de problemas e como deu resposta a desafios.

Exemplos de como descrever pontos fortes

“Eu tenho orgulho das minhas habilidades para resolver situações potencialmente difíceis no atendimento ao cliente. Desde que comecei a trabalhar no setor de venda de seguros que me destaquei na empresa como a pessoa capaz de acalmar os clientes mais aflitos.

Por exemplo, no mês passado me passaram uma ligação de uma cliente que estava irritada com a mudança de valor por causa da sua nova idade. Após explicar que ela havia mudado de faixa etária pela tabela de preços, consegui reverter sua insatisfação quando mencionei que poderia indicar alguns planos da concorrência que praticavam valores menores, mas com menos benefícios. Casos como este acontecem muitas vezes. Quando eles ocorrem eu sempre prezo pela satisfação do cliente e pela imagem da empresa.”

“Eu sou extremamente organizada. Durante 3 anos em que trabalhei para um escritório de advogados, eu me orgulho em dizer que nunca perdi de vista uma data da nossa complexa agenda. Eu costumo aplicar a minha habilidade natural de organização em todos os aspectos do meu trabalho. Desta forma, eu sou capaz de cuidar de múltiplos assuntos de forma satisfatória.

No meu último trabalho, eu fui responsável por registrar e sinalizar o progresso de vários projetos conduzidos pelos Analistas de Sistemas da empresa. Tenho certeza de que a experiência que adquiri neste tempo me capacitam a lidar com as demandas deste cargo.”

Veja alguns exemplos de pontos fortes para mencionar na entrevista de emprego.

Lado B: admitir os pontos fracos

Comedida deve ser também a abordagem em torno dos pontos fracos. Não utilize este momento da entrevista de emprego para enumerar defeitos que possam vir a afastá-lo do processo de recrutamento. A ideia do recrutador é descobrir se você é alguém capaz de ultrapassar obstáculos.

Um dos truques para identificar os aspectos fracos passa por mencionar qualidades e exagerá-las.

A honestidade e a sinceridade são pontos-chave nesta abordagem, devendo admitir aspetos negativos sem os exagerar. Por exemplo, se lhe faltam conhecimentos numa determinada área, assuma acrescentando que está já fazendo alguma coisa para melhorar essa competência. Mas sem nunca falar de você mesmo como pessoa desorganizada ou incapaz de cumprir tarefas. Muito menos relacionadas com o cargo a que se candidata.

Exemplos de como descrever pontos fracos

“Durante o período em que trabalhei como estoquista numa loja de eletrodomésticos, eu não possuía boas habilidades de comunicação. Eventualmente eu era solicitado para dar suporte ao consumidor final para tirar dúvidas. Quando notei que a minha dificuldade poderia prejudicar a qualidade do serviço, procurei um curso online para me aprofundar no tema.

Desde então procurei melhorar conforme era solicitado. O resultado do meu aprendizado acabou por afetar também o meu relacionamento com os vendedores, com os quais mantinha contato direto para atender as necessidades dos vários pontos de venda.”

“Eu tenho a tendência de ser muito crítico comigo mesmo. Na última empresa em que trabalhei como Analista Contábil, toda vez que apresentávamos as demonstrações financeiras do período eu sempre terminava com a sensação de que poderia ter feito melhor. Com o passar do tempo, notei que esta insatisfação acabava por afetar a minha produtividade.

Através de um processo de Coaching consegui aumentar a minha autoconfiança. Desde então procuro realizar um inventário periódico das minhas realizações e reservar um momento para celebrar.”

Confira outros exemplos de pontos fracos que você pode dar.

Seja para falar dos pontos fortes ou fracos, por muito que se prepare para a entrevista não deve dar respostas decoradas. Adapte o discurso ao recrutador e no decorrer da própria entrevista.

Quer ter sucesso na entrevista? Então veja as nossas dicas para o antes da entrevista de emprego.

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.