5 perguntas de Coaching para incrementar sua carreira


Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

O Coaching vem crescendo nos últimos anos em diversas áreas. No contexto organizacional muitas empresas vêm adotando a prática junto aos seus executivos, no desenvolvimento de equipes e até como estratégia para desenvolver líderes. 

O processo de Coaching funciona baseado em perguntas. O Coach parte do pressuposto de que o Cliente possui todas as respostas. A partir das respostas se constrói um plano de ação para mudança.

No contexto do Coaching de Carreira, destacamos cinco perguntas para que você possa aproveitar mais desta metodologia na sua vida profissional:

O que te motiva sair da cama para trabalhar diariamente?

Se você nunca se fez esta pergunta talvez seja necessário se observar durante alguns dias para poder entender quais são as suas reais motivações em fazer o que faz. Preste atenção nos primeiros pensamentos que ocorrem durante a manhã, logo que você abre os olhos antes de sair da cama. Mantenha um caderno junto a cabeceira para anotar estes insights. O que o motiva verdadeiramente no trabalho que faz? Quais as recompensas que têm ao fazer o seu trabalho? Que aprendizados tem feito nos últimos anos com este trabalho? Como está o seu desempenho? 

Quais são os seus pontos fortes, qualidades e virtudes na sua vida profissional?

Faça um inventário dos seus pontos fortes. Quais são as características pelas quais você é conhecido nas empresas por onde passou? Lembre-se das vezes que os seus superiores e colegas te elogiaram. O que eles disseram? Você recebeu algum prêmio durante a sua carreira? Foi promovido para outra função? Se sentir dificuldade em enumerar seus pontos fortes, peça a opinião de algumas pessoas da sua máxima confiança. Anote tudo no formato de uma lista. Uma ferramenta muitas vezes usada no Coaching para avaliar os pontos fortes é a análise Swot. Veja como fazer uma análise Swot pessoal.

Quais oportunidades existem por conta dos seus pontos fortes?

Olhe para a lista dos seus pontos fortes e avalie quais as oportunidades que podem ocorrer por conta delas. Sugerimos que você pense nas possibilidades como se fosse para outra pessoa. Pensando assim você cria uma distância que pode funcionar como um facilitador para novas ideias.

Quais ameaças existem por conta dos seus pontos fortes?

Agora pegue a sua lista de pontos fortes e pense como eles podem funcionar contra você. Por exemplo, se um dos seus pontos fortes é a capacidade de comunicação, avalie se esta capacidade não está impedindo outras pessoas da equipe de se expressarem. Não é incomum que alguém que goste de falar precise desenvolver a capacidade de ouvir. Neste caso, fique atento para saber se já não existem conflitos dentro da equipe por conta deste seu ponto forte. Aquele seu colega mais introvertido pode estar insatisfeito, a espera de uma oportunidade para falar. Faça uma lista com todas as possíveis ameaças.

Quais pensamentos ocorrem com frequência que o impedem de avançar na sua carreira?

Reserve os próximos dias para prestar atenção nos seus padrões de pensamentos mais constantes. Observe e anote todas as vezes que você tiver um pensamento de autodepreciação ou autojulgamento. 

Você tem medo de manifestar suas opiniões durante uma reunião? Tem medo de assumir novas responsabilidades e acaba não demonstrando todo o seu potencial? Pensa sempre que tudo pode dar errado? Costuma criticar mentalmente seus colegas?

De posse destas informações, você terá material suficiente para avaliar o que precisa mudar para obter mais sucesso. As listas também podem funcionar como um ponto de partida para buscar um processo de Coaching de Carreira.

Veja também: Coaching: o que você precisa saber 

Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.