Teste Vocacional: conheça seu perfil profissional


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

O objetivo principal de um teste vocacional é indicar as opções de atividades profissionais mais adequadas para o perfil de personalidade do candidato. Confira aqui qual é o seu tipo e aumente suas chances de ser bem sucedido na escolha de sua carreira.

Este teste vocacional utiliza uma das abordagens mais famosas, baseada na teoria das personalidades de Holland.

Como funciona?

O processo que conduz este tipo de teste consiste, basicamente, em responder um questionário direcionado para traçar um perfil de personalidade. O resultado serve como ponto de partida para a tomada de decisão sobre a sua carreira.

John Lewis Holland foi um psicólogo americano que, durante os meados do século vinte, desenvolveu uma teoria que afirma que as nossas escolhas profissionais são uma expressão da nossa personalidade.

A partir desta teoria, ele desenvolveu um modelo que mapeia seis tipos principais de personalidade. O modelo encapsula as longas listas de características usadas para descrever as pessoas. Desta maneira, ele funciona como um excelente indicador do nosso tipo.

Os tipos de personalidade de Holland são muito conhecidos a partir da sigla RIASEC, que é formada pelas iniciais de cada um: Realista, Investigativo, Artístico, Social, Empreendedor e Conservador.

Também é comum encontrar estes seis tipos apresentados na figura de um  hexágono, indicando maior afinidade entre os tipos adjacentes e menor afinidade entre os tipos opostos.

hexágono de holland

Algumas coisas para levar em conta 

1. Para quem está vivendo o momento de escolha de uma carreira, participar de um teste vocacional pode ser decisivo e de grande ajuda. Se você vive uma incerteza e está prestes a tomar esta decisão que irá afetar toda a sua vida, pode se tornar imperativo realizar um teste desta natureza.

2. Cada carreira pede um conjunto de competências e habilidades que, preferencialmente, deve se encaixar no perfil do indivíduo. Os testes vocacionais podem ajudar a mapear os potenciais de cada um segundo seu perfil de personalidade. Desta maneira, eles funcionam como um sólido indicador de quais atividades profissionais são mais adequadas.

3. Uma questão que pode confundir a pessoa na hora da escolha de uma profissão está na diferença entre interesse e aptidão. É comum que a pessoa baseie sua escolha apenas no interesse. Por exemplo: você pode ter muito interesse em Arquitetura, mas isso não significa que você tenha aptidão para este tipo de atividade.

4. Através de um teste vocacional, você pode descobrir qual atividade oferece o maior equilíbrio entre os seus interesses e suas aptidões. Esta é a melhor maneira de garantir o seu desenvolvimento na sua opção de carreira.

5. O nível de estresse tende a ser menor quando a atividade profissional se encaixa adequadamente ao seu perfil de personalidade. O desequilíbrio entre os dois aumenta a insatisfação do indivíduo, levando a níveis de estresse extremo, podendo chegar a exaustão.

Como exemplo, basta imaginar uma pessoa com um perfil de personalidade mais introvertido ocupando um cargo que exige muita interação social. A contrapartida também serve de exemplo. Os extrovertidos sentem uma dificuldade maior para executarem atividades solitárias.

6. O teste vocacional também pode contribuir para mapear a tolerância ao risco. Alguns perfis de personalidade são avessos à situações de risco. Outros toleram melhor as situações arriscadas e, muitas vezes, podem até gostar delas. Dependendo do contexto, a autoconfiança do indivíduo pode ser sensivelmente reduzida. Como cada um lida com a incerteza condiciona diretamente o seu bem estar, dependendo da atividade exercida.

E agora?

Com o resultado do seu teste em mãos, procure investigar mais a fundo cada um dos cursos da lista indicados para o seu perfil. Descubra o que faz um profissional da área. Como é o seu dia a dia? Quais são as perspectivas de uma carreira nesta profissão.

Agora, se você achou a lista de cursos indicados fora do seu perfil, talvez tenha respondido as perguntas do teste considerando seus interesses ao invés de suas aptidões. Faça uma reflexão honesta a esse respeito e torne a responder o teste. Boa sorte!

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.