10 dicas úteis para estudar e aprender mais facilmente


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

Cada pessoa tem uma maneira diferente de estudar e aprender. Alguns são capazes de ler um livro em condições desconfortáveis. É possível ver pessoas lendo e em momentos de estudo enquanto utilizam os transportes públicos e outras no meio do barulho de uma praia cheia em uma manhã de verão.

Mas se você não faz parte deste grupo privilegiado, deve ter dificuldades de iniciar um estudo dentro de um ambiente desconfortável ou repleto de estímulos para desviar sua atenção. Neste caso, este artigo irá ajudá-lo com dez dicas muito úteis. Confira!

1. Prepare o ambiente

Cada pessoa lida de uma forma diferente com o ambiente de estudo. Assim, preparar o local para o estudo é de vital importância. Entre os principais itens que devem ser analisados no ambiente, destacam-se:

  • Cadeira
  • Mesa
  • Iluminação
  • Estante

A cadeira deve oferecer conforto, mas sem exagero para não provocar sono. A mesa deve oferecer espaço suficiente para os itens necessários para o estudo. Procure ajustar a iluminação de forma adequada para evitar forçar a vista. É conveniente ter uma estante por perto para organizar livros e cadernos.

2. Evite fazer várias coisas ao mesmo tempo

Não se engane acreditando que é possível estudar enquanto se faz outras coisas de maneira simultânea. O atual estilo de vida, quase 100% online, aumenta a quantidade de estímulos recebidos pelo indivíduo.

A verdade é uma só: por mais que alguém seja capaz de realizar várias coisas ao mesmo tempo, em atividades onde o foco é requerido, a qualidade dos resultados fica sempre comprometida.

Quando reservar um horário para estudo, procure desligar o celular e sair das redes sociais. Faça deste um tempo sagrado, em que o seu rendimento deve ser maximizado. Não confunda formação com informação.

3. Mantenha o silêncio

silêncio

Dependendo do tipo de pessoa que você é, o ruído ambiente pode provocar algum nível de distração. Evite ouvir música enquanto estiver estudando.

Quando alguém opta por ouvir música, geralmente escolhe uma seleção conhecida. No fim, em vez de estudar, pode acabar distraído, cantarolando seu refrão preferido.

Se você estiver estudando um assunto novo, o silêncio se torna ainda mais importante. Lembre-se de que a audição é um sentido que não somos capazes de interromper. Assim, preocupe-se com o silêncio no seu ambiente de estudo.

4. Evite as interrupções

Além das interrupções causadas pelos celulares e redes sociais, procure negociar com as outras pessoas que dividem o espaço com você sobre as interrupções. Explique a eles que precisa não ser interrompido durante aquele tempo reservado para o estudo.

Diga que se alguém precisar de alguma coisa, que você estará disponível depois de um certo tempo. Você também pode colocar um aviso na porta do seu espaço de estudo, indicando que não deve ser perturbado.

Qualquer esforço no sentido de eliminar as interrupções irá contribuir com a qualidade do estudo e proporcionará maior aprendizado.

5. Favoreça a concentração

A maioria das pessoas possui o que os budistas chamam de “mente de macaco”. Isto porque nossa atenção parece pular de galho em galho, como um pequeno macaco.

Se este for o seu caso, antes de começar o seu plano de estudo, procure realizar um exercício de respiração. Reserve alguns minutos para observar sua respiração. Procure não mudar nada. Apenas observe.

Se preferir, acompanhe a respiração dizendo mentalmente “dentro” para cada inspiração e “fora” para cada expiração.

Vale lembrar que deve-se evitar estudar após praticar exercícios físicos. Também não é ideal estudar imediatamente após as refeições. O estômago cheio é um convite para uma sesta.

Para além, qualquer atividade que cause excitação deve ser evitada antes de começar os estudos. A adrenalina perturba a capacidade de foco e concentração.

6. Planeje o tempo de estudo

lista de estudo

Crie o hábito de planejar o seu tempo de estudo através de uma lista. Anote os tópicos que você deverá estudar e quais exercícios de fixação deverá realizar. Procure priorizar os assuntos mais importantes e que você tenha maior dificuldade.

Quando for criar seu plano de estudos, procure considerar aquilo que seja indispensável para o dia. Uma sugestão é listar todos os itens e depois procurar classificar cada um segundo o nível de prioridade.

  • Faça uma lista
  • Defina o que é urgente e o que é importante
  • Desenvolva a disciplina
  • Persistência
  • Hábito

É fundamental fazer o que é necessário, mesmo quando não temos vontade.

7. Defina o que é urgente e o que é importante

Stephen Covey, autor do consagrado livro Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes estabelece uma diferença clara entre o que é importante e o que é urgente.

Os assuntos urgentes são aquelas preocupações imediatistas que exigem a nossa atenção. Estas, quando resolvidas, trazem satisfação ou alívio. A maioria das pessoas é incapaz de não reagir de forma imediata diante destes assuntos.

Um assunto é classificado como importante quando está relacionado com resultados. São aqueles que contribuem com a nossa missão, estão alinhados com nossos valores e que deveriam ser encarados como objetivos prioritários.

Temos a tendência em nos tornarmos reativos diante do que é urgente. Por causa disso, o que é importante acaba ficando de lado e nunca é priorizado.

Conforme se aproxima a data de uma prova sobre um tema qualquer, a tendência natural é que ele se torne urgente.

Mas procure não descuidar dos assuntos importantes, mesmo que você dedique um tempo menor a eles. É fácil identificá-los. São aqueles que podem contribuir de forma relevante para a sua formação no longo prazo.

8. Desenvolva a disciplina

Uma das qualidades mais importantes para quem deseja desenvolver o hábito do estudo é a disciplina. Podemos classificá-la como o hábito de fazer o que é necessário, mesmo quando não temos vontade.

Todos nós enfrentamos dias em que o nosso ânimo para estudar está baixo, possivelmente afetado por algum evento. Apenas a partir da disciplina, acompanhada da capacidade de persistência, é que somos capazes de vencer este tipo de bloqueio.

Não crie ilusões a respeito da disciplina. Ela é o tipo de habilidade que só se aprende com a prática.

9. Faça pausas

pausa estudos

Ao criar seu plano de estudos, sempre estabeleça períodos de descanso. Durante as pausas, você pode realizar exercícios de alongamento, se movimentar no ambiente ou simplesmente apreciar a vista da janela.

Para ajudar no controle dos períodos de descanso, procure por um aplicativo temporizador com alarme no estilo Pomodoro. Esta técnica consiste em dividir o tempo em fatias de 25 minutos, separada por breves pausas para descanso.

10. Leitura antes da aula

Criar o hábito de leitura do tema antes da aula apresentada pode fazer uma enorme diferença no nosso aproveitamento. A pessoa que ler o assunto antes terá uma capacidade maior de acompanhar o desenvolvimento lógico do assunto apresentado pelo professor.

Além desta vantagem, quem lê antes pode chegar à aula com dúvidas anotadas. Desta maneira, acompanha o assunto com uma ideia formada a respeito e aproveita melhor o seu tempo diante do professor para sanar dúvidas.

Veja também!
Justicativa do TCC: exemplos para se inspirar e aprender como fazer a sua!

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.