Inovação disruptiva: saiba o que é, com exemplos


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

A teoria da inovação disruptiva foi idealizada por Clayton M. Christensen, um professor de Harvard. Ela está relacionada com uma poderosa maneira de pensar no crescimento de uma organização, baseado na sua capacidade de inovação.

Segundo esta teoria, a inovação disruptiva ocorre quando um serviço ou produto é disponibilizado no mercado, causando uma grande desestabilização na concorrência.

Frequentemente isto está associado com a diminuição de preços praticados, ou com a inclusão de uma fatia de clientes que antes não tinha acesso ao serviço ou produto. Assim, a concorrência se torna obsoleta podendo gerar falências e muito desemprego.

Quais as características de uma inovação disruptiva?

características da inovação disruptiva
Uma das características da inovação disruptiva é oferecer um produto ou serviço por baixo custo

Para que uma inovação possa ser considerada disruptiva deve possuir as seguintes características:

  • Apresentar uma mudança que seja essencial
  • Oferecer o serviço ou produto por um baixo custo
  • Oferecer alta acessibilidade para o mercado consumidor
  • Possuir margens de lucro menores do que a concorrência
  • Atender inicialmente uma fatia pequena de mercado
  • Possuir uma estratégia original, sem copiar concorrentes
  • O serviço ou produto deve ser simples no seu uso

Além disso, as inovações disruptivas são difíceis de prever e podem levar alguns anos para se desenvolverem plenamente. Geralmente, as empresas que apresentam serviços ou produtos desta natureza, não são levadas a sério no início de sua trajetória.

Exemplos de inovação disruptiva

Para que você possa ter uma ideia concreta a respeito da inovação disruptiva, listamos a seguir alguns dos cases mais notáveis que ocorreram nos últimos tempos.

Netflix

Atualmente consumindo cerca de 15% do tráfego da internet global, a Netflix foi a pioneira no segmento de streaming de vídeo. A empresa foi capaz de criar uma inovação disruptiva que afetou profundamente o mercado das locadoras de filmes e das TVs a cabo.

WhatsApp

Afetando diretamente o mercado das telecomunicações, o WhatsApp surgiu como uma alternativa aos valores e limites impostos nos SMS das principais empresas do setor.

Ao ser adquirido pelo Facebook, o WhatsApp se tornou um dos principais aplicativos de mensagens instantâneas e chamadas de voz. A gratuidade de seu uso garante uma enorme fatia de mercado que inclui empresas e profissionais liberais.

Spotify

Surgindo como alternativa para as lojas de CDs, a Spotify mudou a forma que o consumidor age no mercado da indústria fonográfica.

Considerada como solução para o esvaziamento deste mercado consumidor, a Spotify oferece um serviço de streaming de áudio através do seu aplicativo.

Nubank

Ao oferecer cartões de crédito isentos de anuidade, o Nubank cria uma inovação disruptiva no área financeira. Seu principal diferencial está no controle total do seu cartão através de um aplicativo.

AirBnb

A área da hotelaria não foi mais a mesma após a criação do AirBnb, uma plataforma onde os indivíduos podem oferecer quartos para locação.

Ao colocar a pessoa que viaja em contato direto com os proprietários dos imóveis, a empresa mudou a forma como podemos conhecer o mundo.

Uber

Os motoristas de táxi ao redor do mundo sentiram um grande incômodo com o crescimento da Uber. Ao oferecer uma plataforma onde os motoristas comuns podem explorar o serviço de transporte, a empresa criou o conceito do transporte compartilhado.

A inovação disruptiva como ferramenta para o crescimento

A inovação disruptiva é uma ferramenta de crescimento e de soluções alternativas
A inovação disruptiva é uma ferramenta de crescimento e de soluções alternativas

Nos últimos anos a inovação disruptiva tem sido promovida como ferramenta para acelerar o crescimento de pequenas e médias empresas.

Com o objetivo de conquistar os clientes de empresas consolidados no mercado, estas empresas apostam na criatividade ao procurar por soluções alternativas.

Desta forma estas empresas acabam por criar novas demandas, tornando os processos tradicionais obsoletos e desprovidos de valor.

Não se engane! Por trás de qualquer inovação disruptiva está uma atitude empreendedora. Portanto, o segredo para dar o primeiro passo para criar inovação disruptiva na sua empresa está no cultivo do empreendedorismo.

Veja também:

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.