Carta de apresentação: 5 coisas que você nunca deve dizer


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

Muitas vezes, a carta de apresentação é o documento através do qual o recrutador terá a primeira impressão a seu respeito como candidato. Sendo assim, torna-se muito importante que você não desperdice esta oportunidade. 

Estas são 5 coisas que nunca devem ser ditas numa carta de apresentação. Confira.

1. “A quem possa interessar”

Quando você não sabe o nome da pessoa responsável pela sua contratação procure evitar “a quem possa interessar” na introdução. Isso soa muito impessoal.

Em vez disso: Sempre que possível procure endereçar sua carta de apresentação para uma pessoa. Se você não conseguir o nome do responsável pelo departamento de recursos humanos, não coloque nada.

Por exemplo: "Caro João", "Prezada Maria"

2. “Estou procurando uma oportunidade de trabalho mais desafiadora”

Ao dizer isso, você está dizendo nas entrelinhas que o seu trabalho atual está muito abaixo das suas capacidades. Existe a possibilidade desta frase ser interpretada como sinal de arrogância.

Em vez disso: Mesmo que você se encontre atualmente numa posição pouco desafiadora, procure mencionar o quanto você é capaz de se auto desafiar. 

Por exemplo: "Acredito que aquilo que eu faço é capaz de impactar positivamente o cliente. Isso é o que me motiva"

3. “Eu sou esforçado”

O problema aqui é que toda a empresa espera que os colaboradores sejam esforçados. Portanto, esta afirmação não agrega valor.

Em vez disso: Procure mencionar de que maneira você resolveu algum problema onde você trabalhou e obteve resultados.

Por exemplo: "Durante o tempo em que fiz parte da equipe na última empresa, o índice de satisfação dos clientes aumentou 40% no mesmo período". 

4. “Embora eu não possua experiência…”

Nunca enfatize a falta de experiência para o cargo. Esta informação chamará a atenção do recrutador para aquilo que você não possui.

Em vez disso: Procure destacar as habilidades e competências que você possui adequadas para a vaga.

Por exemplo: "Possuo muita disposição, proatividade e energia para iniciar no meu primeiro emprego"

5. “A minha pretensão salarial é…”

Evite abordar valores em termos de salário na sua carta de apresentação. Você deixará a impressão de que este é o motivo principal da sua candidatura. A maioria dos recrutadores está a procura de pessoas com outras motivações além do dinheiro.

Somente inclua esta informação quando a empresa solicitar explicitamente.

Em vez disso: Fale da sua motivação em fazer parte da equipe e também demonstre como seus valores se alinham com os da empresa.

Por exemplo: "Gostaria de fazer parte desta empresa que valoriza e respeita as relações com seus clientes"

Este artigo foi útil?
Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.