Como você lida com trabalho sob pressão? Descreva uma situação


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

A questão sobre o estresse no trabalho é uma das perguntas frequentes na entrevista de emprego. O entrevistador pode fazer perguntas do gênero:

  • Como é que você trabalha sob pressão?
  • Como é que você lida com o estresse no trabalho?
  • Descreva uma situação em que você esteve sobrecarregado de trabalho e como a superou.

Responder a estas questões ainda pode colocar o candidato em dificuldades durante a entrevista. Como então responder a esta pergunta? Faça um exercício de reflexão antes de responder.

Como lidar com o estresse no trabalho

O candidato de emprego deve encontrar um exemplo no passado onde conseguiu resolver uma situação crítica com planejamento ou com criatividade. O ideal é referir que tomou uma decisão e uma ação para resolver o problema. O exemplo a dar deve incluir os passos tomados para resolver a questão, decidindo quais as prioridades nas tarefas em momento de tanta pressão.

Não se limite a dizer que ficou trabalhando até tudo estar resolvido. Refira como você encara problemas e como os consegue resolver, destacando sempre o seu pensamento crítico e de decisão. Para dar a resposta completa deve revelar ao recrutador o cenário, os intervenientes, as decisões, as ações e os resultados.

Exemplo de trabalho sob pressão - Recepcionista

“Quando trabalhei para um escritório de advogados como recepcionista, tive que lidar com clientes insatisfeitos quase que diariamente. Sempre que a situação surgia, em primeiro lugar eu procurava manter a serenidade, lembrando sempre que a insatisfação não era comigo, mas sim com o resultado de algum trabalho realizado pelos advogados.

Depois eu me esforçava para escutar a reclamação dos clientes enquanto tomava notas do que eles diziam, na metade dos casos isso era suficiente para acalmá-los. Com outros era necessário oferecer um café, chá ou água para ajudar.”

Exemplo de trabalho sob pressão - Estoquista

“Quando trabalhei para uma rede de farmácias como estoquista, era comum estabelecerem prazos muito difíceis para conclusão da conferência de mercadorias. Desde a segunda vez em que um desses prazos foi estabelecido, eu expliquei para o meu supervisor que se um estoquista de outra unidade pudesse me ajudar, o trabalho seria realizado mais rapidamente .

Em contrapartida eu me coloquei à disposição para retribuir a ajuda para a outra unidade quando fosse necessário.”

Exemplo de trabalho sob pressão - Vendedor

“Durante o tempo em que trabalhei como vendedor numa grande empresa de comércio de eletrodomésticos, as metas estabelecidas pela supervisão eram a principal causa de estresse entre os funcionários. Sempre que isso acontecia, eu lidava com a situação procurando focar no trabalho e não tanto no resultado.

Se eu ficasse contabilizando cada venda e avaliando o quanto me aproximava da meta, só serviria para aumentar o meu estresse. Focar na manutenção da qualidade do meu trabalho era algo que eu podia controlar. Com esta atitude, eu acabei por ter melhores resultados do que outros vendedores que permaneciam preocupados com as metas a cada minuto.”

Exemplo de trabalho sob pressão - Assistente Administrativo

“No meu último trabalho como Assistente Administrativo, o principal gerador de estresse era a dificuldade de conciliar a rotina de trabalho diária com as solicitações pontuais que a gerência fazia.

Periodicamente eles pediam para atualizar o controle de contratos de empréstimos e, se eu descuidasse, o trabalho de rotina ficava comprometido.

Nestes períodos eu chegava uma hora mais cedo para lidar de forma satisfatória com essa demanda. Esta hora adicional entrava para o banco de horas e era possível sair mais cedo em momentos de maior calmaria.”

Exemplo de trabalho sob pressão - Operador de Telemarketing

“Enquanto trabalhei na central de atendimento que dava suporte técnico na área de telefonia, por várias vezes eu e meus colegas encontramos clientes irritados com o mau funcionamento do celular.

Como se tratava de uma situação frequente, procurei por livros que indicassem soluções. Acabei por aprender que nestas ocasiões ao manter o foco na minha respiração era mais fácil permanecer calmo. Desta forma eu não me tornava refém da raiva dos clientes e conseguia manter o foco na solução do problema. Além disso, fora do trabalho, eu mantinha uma rotina de exercícios físicos, que também ajudaram em vários aspectos da minha vida.”

Este artigo foi útil?
Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.