7 coisas que você nunca deve colocar no resumo de qualificações profissionais


Elisângela Dias
Elisângela Dias
Gestora de Recursos Humanos

O resumo de qualificações é a parte do seu currículo onde você deve listar os principais pontos da sua experiência profissional e características de sua personalidade relevantes para o cargo. Tome cuidado para não cair em algumas armadilhas que podem prejudicar a eficiência do currículo.

Veja abaixo as 7 coisas que você deve evitar colocar no resumo de qualificações:

1. Hobbies

Seus hobbies e passatempos não são informações relevantes para a vaga. O espaço para o resumo de qualificações é limitado. Procure otimizar com informações que possam agregar valor. O recrutador não irá selecioná-lo para a vaga de assistente administrativo porque você é colecionador de selos, por exemplo.

Se deseja muito falar dos seus hobbies, não o faça no resumo de qualificações. Coloque a informação no final do seu currículo, em atividades extracurriculares. Ainda assim, procure mencionar os hobbies que contribuam com seu objetivo.

Por exemplo, se você é praticante de meditação ou yoga e está se candidatando para uma vaga em telemarketing, isto pode demonstrar capacidade de concentração.

2. Informação pessoal

A menos que você esteja se candidatando para uma vaga de modelo e seja solicitado previamente, a cor dos seus olhos, sua altura e o seu peso, não são informações relevantes para serem mencionados no resumo de qualificações, nem em nenhuma área do currículo.

3. Experiências irrelevantes

Permaneceu em um trabalho temporário por apenas um mês? Trabalhou em uma atividade fora da sua área de atuação? Evite mencionar experiências que foram irrelevantes para o seu objetivo.

Suponha que você trabalhou como garçom em uma pizzaria e agora está a procura de uma oportunidade como auxiliar contábil, não vale a pena mencionar esta informação.

Veja mais: 18 exemplos para colocar no resumo de qualificações do currículo

4. Texto muito longo

Lembre-se de que isto é um resumo cujo objetivo é chamar a atenção do recrutador. É comum que estes profissionais lidem com inúmeros currículos todos os dias.

Assim sendo, procure manter as frases curtas. Isto facilita o trabalho do recrutador e aumenta suas chances de sucesso.

5. Jargão da empresa

Frequentemente, as empresas desenvolvem um vocabulário específico cujo significado só faz sentido para seus colaboradores. Tome cuidado para não usar estes termos no seu resumo de qualificações e acabar confundindo o recrutador.

Se você já usou ou pensou em usar jargões, comece a substituir os termos por equivalentes de entendimento universal.

6. Informação salarial

Evite tocar no assunto salário no resumo de qualificações. Isto vale também para o seu histórico salarial nas empresas por onde passou. Este é um tópico que deve ser tratado durante a entrevista, quando for abordado o tema pelo recrutador.

É normal estar ansioso por uma melhoria salarial. Neste caso, procure manter a calma e aguarde pelo contato presencial.

7. Experiências muito antigas

Experiências profissionais muito antigas que não agregam valor para a vaga em questão não devem ser mencionadas. Pouco adianta mencionar um trabalho onde você usava tecnologias que se encontram atualmente obsoletas, por exemplo.

Avalie se sua intenção era deixar o currículo extenso para causar uma boa impressão em termos de tempo de experiência.

Veja também: Resumo profissional: aprenda a criar o seu

Elisângela Dias
Elisângela Dias
Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.